Pesquisa Personalizada


Receba as atualizações de Astronomia Hoje por e-mail:

Ouça Temas da Bíblia Agora:

Estude a Palavra de Deus Agora!

Estude a Palavra de Deus Agora!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Material orgânico é encontrado em meteorito de Marte

De acordo com o jornal independente “South China Morning Post”, um grupo de cientistas de várias partes do planeta, comandado por geólogos chineses, descobriram em um meteorito proveniente de Marte substância orgânica idêntica ao carvão terrestre.

Tal descoberta fora publicada na última edição da revista científica "Meteoritics and Planetary Science", que também apresenta evidências a respeito da possibilidade da existência de algum tipo de atividade biológica no referido planeta.

Os cientistas ainda descobriram em um meteorito denominado de "Tissint", uma espécie de rocha que pode ter se desprendido de Marte há mais de 700 mil anos após a colisão de um asteroide. Segundo relatos, esse material caiu em nosso planeta em julho de 2011, no Marrocos e após alguns meses de observação e estudos dos fragmentos, o grupo internacional de cientistas chegou à conclusão de que procedia do planeta vermelho.


Para Zhang Jianchao, físico do Instituto de Geologia e Geofísica da Academia Chinesa de Ciências e um dos autores do estudo detalhou no jornal South China Morning Post, que a sua equipe crê que o material semelhante ao carvão encontrado é proveniente de Marte. Zhang ainda disse que o meteorito continha alto nível de deutério, substância essa composta de hidrogênio rara de se encontrar em nosso planeta, mas abundante no planeta vermelho.

A pesquisa dos cientistas também informa que algumas dessas partículas estavam rodeadas por rochas que se formaram muito antes da chegada desse meteorito ao nosso planeta e muito provavelmente essas outras substâncias foram parar por aqui quando da grande colisão do asteroide que dizimou os dinossauros da Terra.

Além disso, a substância similar ao nosso carvão terrestre encontrado nessa época é carente de isótopo do carbono C-13, sugerindo assim, que havia acolhido alguma atividade biológica.[Fonte: Oficinadanet]

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Nasa encontra evidências de vida em Marte

 AFP/NASA/AFP - Ilustração divulgada pela Nasa mostra o cometa e o planeta Marte

O robô Curiosity, que explora crateras em Marte, pode ter descoberto evidências de vida no Planeta Vermelho. De acordo com informações do The Independent, a máquina teria encontrado concentrações consideráveis de gás metano no solo explorado. A quantidade não poderia ter sido transportada por cometas ou asteróides, afirma o diário britânico em sua versão online.

A Nasa ainda explora as amostras obtidas pelo Curiosity para descobrir quais as origens do metano encontrado. Enquanto as respostas não são totalmente precisar, a possibilidade de o gás ser originário de organismos vivos é fortemente considerada. Caso seja confirmada, a hipótese mostra que há formas de vida — mesmo que primitivas — em Marte.

O Curiosity está na cratera em questão desde 2012, explorando o local desde então. Na última semana um comunicado da Nasa afirmando que uma montanha explorada no planeta poderia ser fruto da existência de um lago no local movimentou a comunidade científica. Agora, com as informações sobre o metano, a agência espacial dos EUA parece cada vez mais próxima de responder aos questionamentos da humanidade sobre vida conhecida além da Terra.[Fonte: Yahoo]

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Chegou a Plutão a sonda que nos vai dar a conhecer o 'ex-planeta'

Após quase nove anos de viagem, a sonda ‘New Horizons’ acordou e está pronta para enviar à Terra nova informações sobre Plutão, refere o jornal i.


Foi há cerca de nove anos que a sonda ‘New Horizons’ foi enviada para o espaço com o objetivo de aterrar em Plutão e poder fazer chegar à Terra observações de perto daquele planeta.


A sonda estava regulada de forma a que quando chegasse ao destino começasse a tocar o tema ‘Where My Heart Will Take Me’ de Russel Watson e foi isso que aconteceu este sábado, pelas 10h.

De acordo com os cientistas Alan Stern deu-se “o fim da travessia da New Horizons através de um vasto oceano espacial até à fronteira do nosso sistema solar e o início do objetivo inicial da missão: explorar Plutão e as suas muitas luas em 2015”.

A viagem da sonda não fica por aqui. Esta irá prosseguir rumo ao rochedo mais distante do Sol, dentro do sistema solar, atingindo o ponto mais próximo já no Verão de 2015, escreve o jornal i.

Equipada com uma câmara de vídeo, uma camara telescópica de alta resolução, um detetor de poeiras espaciais, entre outros, esta permitirá conhecer mais em pormenor Plutão.[Fonte: Notícias ao Minuto]
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada

Livro Gratuito em PDF - Baixe Agora!