Pesquisa Personalizada


Receba as atualizações de Astronomia Hoje por e-mail:

Ouça Temas da Bíblia Agora:

Estude a Palavra de Deus Agora!

Estude a Palavra de Deus Agora!
Cursos e Estudos Bíblicos Gratuítos

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Como ver os cinco planetas alinhados à Lua em 5 passos infalíveis. Esse raro evento que só se repetirá em julho de 2020



Entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro de 2016, cinco planetas estarão alinhados no céu e ainda contarão com a presença na lua em diferentes pontos do céu – um raro evento que só se repetirá em julho de 2020. Essas oportunidades (gratuitas e marcantes, diga-se) geralmente passam batidas por boa parte da população por simplesmente não saber como observar o céu e identificar os elementos cósmicos. Andrew Fazekas, que escreve sobre ciência e clima em várias publicações do mundo – e é até conhecido como o cara do céu noturno “@thenightskyguy” – elaborou um guia para ajudar os desavisados a não perder o evento, cujos melhores dias de observação têm início no dia 23 de janeiro.

1 – “Por que você não olha pra mim? ôô”
Primeira regra. Saiba para onde olhar. Os planetas estão bem baixos no campo visual e a sudeste, ou seja, do mesmo lado que o sol nasce – se ainda não teve uma ideia, para os litorâneos: “do lado da praia”. Não precisa estivar o pescoço para trás e se inspirar na menina do Exorcista. Basta concentração e paciência para identificar cada planeta.

2 – “Se eu perder esse trem…”
Os planetas Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno estarão alinhados nas duas semanas pela primeira vez em mais de dez anos. No céu, eles aparecem como se fossem estrelas bem brilhantes e estarão bem próximos da linha do horizonte ao amanhecer. Mercúrio é completamente ofuscado pela luz do sol rapidamente, então só poderá ser visto em um curto espaço de tempo junto aos demais planetas. Esse tempo é basicamente entre 30 e 60 minutos antes do nascer do sol.

3 – “Todo dia ela faz tudo sempre igual e levanta às QUATRO horas da manhã”
Para quem é do Recife, quebramos logo o galho. Na cidade, o sol nasce às 5h16. Ou seja, o melhor período de observação – quando se pode ver Mercúrio junto aos demais – será entre 4h16 e 4h46. Depois disso, o primeiros raios solares já dificultam. Mas como saber disso? Consultando uma tábua de marés completa. Além das marés, esses indicadores também apontam a hora do nascer e do por do sol, que muda todos os dias e de cidade para cidade. Esse informação pode ser adquirida em sites como o tabuademares.com.

4 – “Olha pro céu, meu amor. Vê como ele está lindo…”
O primeiro planeta a ser visto é Mercúrio. Será o menor e mais à esquerda. Procure pela Estrela D’Alva, a mais brilhante do céu – que, na verdade, é o planeta Vênus. Eles vão se aproximar até ficarem a apenas cinco graus de distância no dia 10 de fevereiro. Os demais planetas estão sempre numa linha ascendente à direita de Vênus. O primeiro é Saturno, que você reconhecerá pela coloração amarelada (se tiver um telescópio, mesmo amador, a oportunidade é sem igual). Mais à direita, estará Marte, em um tom alaranjado. Por fim, e bem mais ao alto, estará Júpiter (nesse caso, alguns especialistas alertam que até com binóculos será possível ver os traços de quatro das luas do planeta gigante).

5 – “A lua me traiu”
Volúvel, a lua vai dançar com cada planeta em nosso céu, passando da proximidade de um por um até se despedir do alinhamento planetário. Com Júpiter, ela estará nos dias 27 e 28 de janeiro. Com Marte, no dia 1 de fevereiro e, dois dias depois, com Saturno. Vênus recebe a lua no dia 5 de fevereiro e, no dia seguinte, é a vez de Mercúrio. Ou seja, cada dia, a foto sai com uma configuração diferente.

Bônus – “Eu só peço a Deus, um pouco de malandragem”
Vale a explicação rápida. Essa não é bem a posição de cada planeta no Sistema Solar, mas a visão que teremos será possível por conta da coincidência angular das órbitas dos planetas. Juntos, eles tomarão 110 graus de nosso céu, ou seja, quase metade do campo visual do horizonte. Para observá-los, é necessário buscar um lugar sem muitos obstáculos para observar o horizontes (aquela história do “empatando a sua vista”). Vale lembrar que a próxima oportunidade de ver um desfile de cinco planetas se repetirá em julho de 2020. [Fonte: Jornal Floripa]

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pesquisa personalizada

Livro Gratuito em PDF - Baixe Agora!